Síndico morador ou síndico profissional?

sindico-morador-ou-sindico-profissional

cool man pensive

sindico

A escolha do síndico, responsável por cuidar do patrimônio dos demais moradores do condomínio, gera preocupação e dúvidas. O que é melhor, um síndico morador ou um profissional? 

A Lei do Condomínio (lei № 1964, de 1994) dispõe que a eleição para o síndico seja feita de forma prevista na convenção do condomínio e que o eleito tenha um mandato de 2 anos, com reeleição permitida. 

Todo o processo deve ser feito em assembleia, ou seja, em reunião dos moradores. Eles podem decidir por um morador que se voluntariou para o cargo ou optar por um profissional que não tem ligação com o condomínio. 

 

 O síndico morador

Qualquer um dos condôminos do prédio pode se candidatar. Recomenda-se que os interessados ao cargo se manifestem com 1 mês de antecedência, pois assim os votantes podem refletir sobre o voto antes da assembleia. 

A vantagem desse síndico consiste no fato de que seu custo é mais baixo em comparação ao contratado. Como ele reside no condomínio, prezará mais pela segurança e pela manutenção do local, pois também usufruirá da boa administração. 

Além disso, ele sabe melhor os problemas rotineiros e conhece mais profundamente o perfil e a necessidade de cada morador. Portanto, sabe como agradar a todos. 

 

O síndico profissional 

Nessa modalidade, os moradores escolhem um profissional autônomo com experiência em administrar condomínios ou contratam uma agência especializada na terceirização de serviços condominiais. O indivíduo não é morador nem possui interesses pessoais com o local. 

A maior vantagem consiste no seu conhecimento especializado. Ele pode ter formação profissional ou bastante experiência em lidar com os mais diversos problemas que eventualmente surgirão. 


Qual a melhor opção?  

Cada uma das formas de eleição de síndico de condomínio possui suas vantagens e desvantagens. Os condôminos devem optar por aquela que melhor se encaixa nas necessidades do estabelecimento. 

O importante é a fiscalização do cumprimento dos deveres do gestor, pois diz respeito a segurança e ao bem-estar de todos. Cumprindo todas as deliberações das assembleias, o que determina a convenção e o regulamento interno, nunca sobrepondo a legislação em vigor. 

Portanto, seja o síndico interno ou externo, é preciso ter conhecimento do que o cargo do síndico representa e agir com responsabilidade, bom senso e respeito às regras, tendo humildade para ouvir, vontade de servir, e pulso para colocar em prática todo o planejamento aprovado pela comunidade condominial.